Buscar
  • Dr. Tiago Araújo

Síndrome do pensamento acelerado






Você trabalha, estuda, responde mensagens, lê notícias, acessa rede social (muitas vezes tudo isso misturado ao mesmo tempo). Na hora de descanso fica lendo mais notícias e acessando novamente whatsapp e redes sociais, certo?

Saiba que o excesso de conteúdo pode provocar problemas na sua saúde física e mental!


A síndrome do pensamento acelerado, descrita recentemente pelo psiquiatra e escritor brasileiro Augusto Cury, é na realidade o resultado do excesso de informações gerando uma dificuldade do cérebro em lidar com elas e, ao mesmo tempo, causando um verdadeiro vício em estar constantemente ocupado; você desaprende a relaxar e descansar.


Os sintomas gerados pelo pensamento acelerado incluem ansiedade, irritabilidade, dificuldade em concentração, lapsos de memória, frustração com a própria vida, cansaço constante e, ainda, sintomas psicossomáticos (quando nosso cérebro gera sintomas no corpo) como a dor de cabeça, gastrite, dor nas costas, dentre outras.


Existe, felizmente, como melhorar esses sintomas sem tomar medicamentos.


  • Mudança dos hábitos e rotinas

  • Limitar o tempo diário que você irá acessar as redes sociais (existem até aplicativos para celular que fazem esse controle para você);

  • Praticar atividade física ou atividade de relaxamento - de preferência ao ar livre

  • Mudar o hábito de ler notícias o tempo todo - tentar reservar um tempo limitado por dia para se atualizar e aprender a conviver com o fato de que você não consegue estar atualizado sobre tudo em tempo real.

  • Evitar realizar múltiplas tarefas ao mesmo tempo; focar em uma coisa de cada vez.

  • Criar um novo hobbie: ler livros não relacionados a sua atividade profissional; aprender a tocar algum instrumento musical; fazer yoga; começar a caminhar, correr ou pedalar.


Quando tentamos de tudo e não conseguimos nos livrar dos sintomas há a indicação de procurar ajuda médica e psicológica. A psicoterapia é uma ferramenta muito útil para lidar com o pensamento acelerado.


Eventualmente, quando a ansiedade e os sintomas são intensos, pode haver necessidade do uso de medicamentos ansiolíticos.


E aí, conhece alguém com esses sintomas? Encaminhe esse conteúdo para ela! A informação é a melhor forma de prevenção e tratamento!


Dr. Tiago Araújo, neurologista

#neurologia #curitiba #neurologista #psiquiatra #psiquiatria #psicoterapia #psicologia #drtiagoneuro #insônia #depressão #ansiedade #pensamentoacelerado #neuroblog


115 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo