Buscar
  • Dr. Tiago Araújo

Rivotril e risco de Alzheimer

O Rivotril - clonazepam - é uma das medicações mais prescritas no mundo. Seu principal uso é no controle de ansiedade e tratamento de insônia.


Rivotril e risco aumentado de Alzheimer
Rivotril e Alzheimer

Medicações desta classe - benzodiazepinicos - quando usados por mais de 3-6 meses aumentam o risco de problemas de memória, alteram o equilíbrio, coordenação motora, além de terem como problema a dependência e a necessidade de doses cada vez maiores para fazer efeito.

Em relação à memória sabemos, hoje, que o Rivotril pode cursar tanto com dificuldade de memória durante seu uso quanto aumentar o risco do desenvolvimento de perda de memória relacionada a demências ( como o Alzheimer e a demência vascular ).

Ou seja: é sim uma boa medicação quando usada de forma correta e por pouco tempo. Seu uso crônico deve ser evitado sempre que possível; nesses casos buscamos medicações mais modernas para resolver a ansiedade e a insônia.

Quer saber mais sobre a doença de Alzheimer? Leia no site uma matéria completa! Clique aqui!



Dr. Tiago F. Souza de Araújo, neurologista


#neurologia #neurologista #psiquiatria #memoria#demencia #alzheimer #rivotril #drtiagoneuro

307 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo